Dicas de como fazer uma pesquisa na Internet

Como Usar Os Buscadores:

  • Use mais de uma palavra para fazer a busca. Ex.: mercúrio planeta
  • Se quiser achar uma frase, escreva tudo entre aspas. Ex.: “planeta mercúrio”
  • Formule as frases em forma de resposta. Em vez de perguntar “O que é satélite”, escreva “um satélite é”.
  • Abandone o Google quando encontrar uma página especializada (da NASA ou da SAB, por exemplo) no assunto que lhe interessa. Tente seguir as referências que você encontrar por lá.
  • Use o sinal de menos (-) para eliminar palavras, neste estilo: mercúrio -elemento –químico.
  • Use * (asterisco) se não quiser especificar um termo no meio de uma frase, como em “universo tem * anos”.
  • Clique em Pesquisa Avançada para restringir busca por língua, data, site ou tipo de arquivo.

Dicas do Google:

  • Dicionário – Escreva “define:” seguido de uma palavra. O Google irá procurar definições dela espalhadas pela web. Ex.: define:anã branca.
  • Notícias http://news.google.com – Pesquisa em mais de 4500 jornais, revistas e agências de notícias online.
  • Título – Digite “intitle:” antes de um palavra ou mais ( “allintitle:”) e o buscador apresentará somente as páginas onde os termos estão no título. Exemplo: “intitle:urânia” e “allintitle:urânia brasil”
  • Limitação por site – Assim você restringe a busca a um site.  Exemplo: mercury site:www.nasa.gov
  • Outra busca importante do Google é a busca de imagens. Abuse dela quando quiser ilustrar um idéia: http://images.google.com/

Nem só de Google vive a Web:

veja outras opções.

  • A9http://www.a9.com – Procura palavras em mais de 120 mil livros e guarda histórico das buscas
  • Scirushttp://www.scirus.com – Uma ferramenta de pesquisa especializada em publicações científicas.
  • Teomahttp://www.teoma.com – Vê a web como se fosse uma reunião de comunidades discutindo assuntos diferentes e procura em cada uma delas, a página com mais autoridade.
  • Vivísimohttp://www.vivisimo.com – Tenta entender o significado das páginas e reuní-las por assunto. Depois, organiza os temas em tópicos (lá são chamadas de “hierarquias” ou “taxonomias”).

Este material foi elaborado pelo Prof Naelton Mendes de Araujo e apresentado no 12º Enast em Londrina.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s