Se eu soubesse que não te veria amanhã sei que faria melhor

Hoje perdi uma prima, e uma prima muito próxima, com a qual cresci e passei muitas das minhas experiências mais felizes da infância junto. Ela só tinha 22 anos… era linda, loira, alta, um sorriso encantador… e além de parecer bonita, era muito bonita… via uma separação afastar muito mais que corpos e escovas de dentes, via se desmantelar aquilo que sentia ser o que de mais sagrado e transcendente tocava em sua vida… sua família… mas nem por isso ela perdeu aquilo que é o mais característico do sagrado, o brilho, a leveza, o sorriso!

Fico pensando, que droga estamos todos fazendo com nossas vidas, empregando tanto tempo e depositando energias e esperanças em coisas que amanhã podem não fazer sentido algum. O que é o dinheiro, quando nem o melhor médico ou o mais sofisticado equipamento podem nos dar a mesma vitalidade de vida que tinhamos antes?!

A gente só consegue se preocupar com o que é acessório, quando aquilo que é principal está satisfeito… mas acabamos todos nos esquecendo de celebrar cada dia as coisas essencias, que por serem rotineiras, acabam caindo no esquecimento…

E afinal de contas o que é que estamos buscando? Onde tenho empregado minha vida? Eu sei que no fundo todos queremos estar com o coração em paz… estar tranquilho e poder desfrutar essa leveza…  sei que as relações humanas cooperam fundamentalmente nisso… e certos atos de amor não podem ser deixados para depois da vergonha passar, pode ser tarde…

A experiência de morte é o mais chocante impacto à razão humana, que por vezes quer negar a dependência de coisas que a ultrapassam, mas se recusa a aceitar que possa simplesmente se terminar no nada uma existência tão complexa, capaz de transformar matéria e impulsos elétricos em sentido, pensamento! Tem que haver algo mais… e há…

A vida é curta, acho que precisamos refletir, e pôr num papel o mapa dos caminhos que estamos vivendo, para perceber se estamos indo na estrada que chega ao final que planejamos… e parar com todas covardias em tomar atitudes e demonstrar afetos, quem já não pensou “se soubesse que não te veria amanhã sei que faria melhor” … frente a quando não se há mais o que fazer… atitudes!

Eti, dencansa na paz e olha por nós…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s